O irmãos Bruno e Fabrício Lot são de uma família que trabalha com processamento de alimentos. Indo no mesmo caminho, eles fundaram a Easy Drinksempresa que vende frutas em sachês prontas para serem usadas em drinks.

A ideia surgiu quando Fabrício, que é engenheiro de alimentos, foi estudar o processamento de frutas na França, onde fez amigos que pediam que ele levasse alimentos brasileiros quando voltasse de viagem. Pensou que valeria a pena processar as frutas de uma maneira que pudesse ser fácil de exportar e até ser usada para fazer caipirinhas.SAIBA MAIS

Hotel lança drinks que parecem vasos de plantas

Apesar de terem pensado em exportação, os irmãos perceberam um potencial mercado com bares e restaurantes para padronização e facilidade na preparação de bebidas. “A exportação é muito trabalhosa, então deixamos de lado e focamos nessa área que tinha necessidade”, diz Bruno. O investimento inicial, em 2008, foi de R$ 200 mil.

Quando começaram o negócio, os empreendedores procuraram outras empresas e apresentaram o produto — que teve uma boa receptividade desde o início. No primeiro ano de operação, eles já conseguiram uma parceria para oferecer os sachês dentro do Camarote Brahma em São Paulo. “Antes, eles precisavam alugar conteinêres refrigerados para deixar frutas do lado externo, e precisavam de mão-de-obra para isso”, diz Bruno.

O Espaço das Américas, um dos maiores locais de shows em São Paulo, também virou cliente da Easy Drinks. “Nossa solução é muito prática para grandes eventos, em que existe uma rotatividade de funcionários, e é difícil manter as pessoas específicas para fazer um drink bem feito”, afirma o empreendedor.

No meio de 2019, a empresa entrou também no mercado de varejo para vender diretamente ao público pela internet e pontos de vendas. Desde então, a Easy Drinks passou a vender 70% para o consumidor final e 30% para o setor de bares e restaurantes. A mudança foi fundamental para que, durante a pandemia, eles não dependessem tanto do setor de eventos.

Apesar de eles já terem feito um site, a plataforma ainda não era relevante no total de vendas. “Não tínhamos experiência com e-commerce, então pegamos uma plataforma que era muito robusta e com uma necessidade técnica muito grande. Precisávamos de profissionais para isso e não tínhamos”, afirma Bruno. Desenvolveram um novo e-commerce mais simples logo no começo da pandemia e, em 40 dias, faturaram cerca de R$ 350 mil. Desde então, a plataforma cresce em média 15% ao mês no total de vendas.

Com o crescimento, a empresa faturou R$ 18 milhões em 2020 somando todos os canais de venda.SAIBA MAIS

Executivo muda de carreira e funda empresa pioneira de bebida probiótica no Brasil

A Easy Drinks está planejando lançamentos de produtos em outros sabores. Além disso, a empresa vai retomar os planos de exportação, com propostas de vender para Estados Unidos, Costa Rica, Paraguai e Austrália. A meta é crescer 150% neste ano.

Fonte:https://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Alimentacao/noticia/2021/05/irmaos-criam-negocio-de-frutas-em-saches-para-serem-usadas-em-drinks.html